Espírito Mochileiro – Quatro Coisas Que Você Deve Saber Antes de Fazer Seu Mochilão Pra Bolívia

...E de repente você acorda com aquele desejo de arrumar a mochila, colocar nas costas e sair para descobrir o mundo. Por que não começar pela América do Sul? E que tal algo mais exótico e com um espírito mais aventureiro? Então a Bolívia é o lugar que aquele seu sentimento de "wanderlust" (desejo de viajar", é um termo que descreve um forte desejo de caminhar, de ir a qualquer lugar, em uma caminhada que possa levar ao desconhecido, a algo novo, de viajar) estava pedindo.

IMGP3989

Um Guia de viagem, um porta dólar, passaporte ou carteira de identidade na mão, cartão de vacinação contra febre amarela, um tênis confortável,espanhol afiado, um guia de viagem e muita vontade de descobrir o novo. Mesmo sendo um país vizinho, a Bolívia e muito diferente e muito mais "complicada" para fazer turismo que países como Chile, Argentina ou Uruguai. Segue então uma lista de coisas que você precisa saber antes de embarcar nessa aventura que será lembrada por toda a vida.

1. O transporte boliviano pode ser complicado

A primeira coisa que a maioria dos viajantes vão encontrar na Bolívia é o sistema de transporte. Como a maior parte da aqui da América do Sul, as pessoas ficam ao redor do país através de uma extensa rede de ônibus, não espere encontrar muitos trens. Uma importante dica e tentar de alguma maneira fazer a viagem do trem da morte, que vai de Puerto Quijaro, fronteira com a cidade de Corumbá no Mato Grosso do Sul, até Santa Cruz de La Sierra. Não tenha medo, o nome trem da morte é dado pelo grande número de mortes por malária dos que construíram a linha férrea. O trem e "bom" e barato.

Trem da Morte - Bolívia

Trem da Morte - Bolívia

Agora os ônibus: o processo de pegar um ônibus boliviano merece um post só exclusivo,e prepare os nervos e a paciência zen budista. Por enquanto lhes deixo com o mais básico: excesso de velocidade, tempos de partida e de chegada bizarras, uma aposta constante quanto à temperatura de ônibus, sim é muito comum o ônibus parar na estrada porque "ferveu" ... Você começa a ter ideia.

Ônibus boliviano

Ônibus boliviano

Em termos transporte urbano, no entanto você encontrará os táxis e trufis. Um tipo de táxi que tem uma rota definida, exibido em um cartão sobre o pára-brisa, bem como pela cor de pequenas bandeiras que carrega sobre o capô. É como um ônibus mas é um taxi, e não importa se você está dentro do trufi, ele pode para para entrar outras pessoas). São quase todos carros (Toyota) dos anos 90 e bem velhinhos, as corridas são baratas e vão te deixar no local desejado.

2. Lidar com dinheiro na Bolívia é estressante

O preço dos produtos carregam seus próprios conjuntos de dificuldades; mais frequentemente do que se imagina, e sempre suspeite de que os vendedores estão simplesmente "fazendo" seus preços na hora, exclusivamente para você. Ser um estrangeiro, deixam as coisas bem problemáticas, porém isso acontece com estrangeiros no Brasil também.

O enorme aspecto positivo para o dinheiro na Bolívia é que praticamente tudo é incrivelmente barato. Quer se trate de uma viagem de ônibus de 10 horas por 20 reais, uma refeição de três pratos com vinho por 15 reais ou um quarto privativo em um hotel por 35 reais. De certa forma é necessário colocar as coisas em perspectiva um pouco.

Ok, o serviço pode não ser o melhor, mas você ainda está economizando muito dinheiro não é porque estão tentando vender por um preço que não é o que um boliviano local pagaria, ainda está muito barato

3. Comer na Bolívia é sempre uma experiência

Bolivianos certamente sabem como eles gostam de sua comida. Em um país que é o lar de milhares de diferentes variedades de batatas, os locais tem uma dieta baseada em muito milho, batata e doces. Muito açúcar e muito refrigerante.

Uma das coisas mais estranhas que pode chegar a ver é que bebem suco de sacos de plástico (na verdade, uma ideia bastante sensata!) E a maioria dos bolivianos idosos mastigando uma bola de folhas de coca para combater os efeitos da altitude - o que resulta em uma protuberância constante em sua bochecha.

Tome cuidado com coisas prontas, como as empanadas (uma espécie de pastel assado ou frito). Se for comer carne, não tente imaginar de que animal é, apenas coma e não fique pensando que não há muitas vacas nas montanhas e sim lhamas.

Prepare-se para possíveis diarreias

4. A cultura boliviana é absolutamente fascinante

Não há nenhuma dúvida em minha mente que traços culturais da Bolívia são uma das principais razões que se destacam.

Homens e mulheres locais vestidos com roupas típicas são uma visão comum em todas as cidades, vilas e maioria das grandes cidades - muitos dos quais se coíbe de fotos, porque eles acham que a câmera vai roubar suas almas (SÉRIO). Os engraxates que estão no meio estão sempre com os rostos cobertos por balaclavas para esconder suas identidades. Fetos de lhama pendurados acima bancas do mercado, convidando as pessoas para enterrá-los sob as fundações de suas casas para a boa sorte.

Estes aspectos da vida boliviana são coisas um estrangeiro simplesmente não pode esperar compreender. Os bolivianos têm muitas excentricidades comportamentais que muitas vezes podem ser estressante para um estrangeiro como, porém como um bom mochileiro viva esse momento, aproxime-se deles, tente bater papo com alguns na rua mesmo que seu espanhol não esteja perfeito, e verá como eles podem ser incrivelmente amigáveis.

Faça um TESTE DE NÍVEL on-line e grátis com resultado em cerca de 15 minutos? Ou faça uma CONSULTA, caso tenha dúvidas sobre nossos cursos.