A riqueza das línguas e dialetos africanos

Captura de ecrã 2017-05-25, às 20.41.54É um fato de conhecimento geral de que países que foram colonizados tendem a ter uma diversidade cultural mais abrangente. Os fluxos migratórios ao longo da história foram e continuam sendo de extrema importância para caracterizar o nosso mundo como um local diverso e multicultural. Geralmente os países e continentes que foram colonizados representavam uma nova esperança para muitos povos. Portanto, o fluxo migratório em tais locais foi muito mais extenso do que em países colonizadores, por exemplo.

Pensando nesta prerrogativa, podemos afirmar que um dos continentes que mais sofreu com a colonização foi a África. Inclusive o local foi um dos que passou por este processo de forma tardia se formos comparar com o resto do mundo. Com tanta mistura, a África é um dos continentes mais fascinantes e exibe uma riqueza cultural e linguística muito grandes.

Atualmente, os 54 países da África falam cerca de 2100 línguas diferentes. Isso representa cerca de 30% dos idiomas falados no nosso planeta. Neste caso, temos que considerar que além de línguas, o continente também dispõe de dialetos distintos que variam de etnia para etnia.

553px-African_language_families_pt.svg

Foto via Wikimedia

Grupos linguísticos
O número de línguas faladas é muito grande, e para organizar tudo isso, foram criadas quatro categorias de grupos linguísticos. São eles: línguas afro-asiáticas, línguas khoisan, línguas nilo-saarianas e línguas nigero-congolesas. As afro-asiáticas são faladas por cerca de 285 milhões de pessoas e abrangem cerca de 240 idiomas. Elas estão presentes na região do Magreb, no norte da África, passa pelo Sahel e pelo leste do continente. O grupo das línguas khoisan é considerado o menor dentre os quatro. Elas podem ser encontradas no sudoeste da África, no deserto de Kalahari e em alguns locais como Botswana, Namíbia, África do Sul, Angola e Zâmbia. Uma característica forte de tal grupo linguístico é a forte utilização de consoantes em suas palavras. As línguas nilo-saarianas estão presentes na região dos Grandes Lagos, vale do rio Nilo e como o nome mesmo já dá uma dica, no deserto do Saara. Este grupo comporta diferentes ramificações como por exemplo o Maassai, no leste africano (entre o Quênia e a Tanzânia). Existe também a songai que conta com mais de três milhões de falantes que podem ser encontrados na Argélia, Burkina Faso, Benim, Mali, Nigéria e Níger. O quarto e maior grupo linguístico é chamado de "nigero-congolesas" - e são predominantes em grande parte da África ao sul do Saara. Uma das famílias linguísticas mais famosas que estão neste grupo é o bantu. 

Línguas européias e o árabe
Como já foi falado, a África tem uma enorme riqueza de idiomas. Porém, metade dos países do continente (27) ainda possuem uma das línguas provenientes da Europa como oficiais. Pelo menos 18 deste países tem um dos idiomas europeus como um dos idiomas principais do país. Entretanto, alguns destes territórios tem presença européia praticamente nula em seus idiomas. É o caso de Argélia, Líbia, Egito, Etiópia, Marrocos, Mauritânia, Saara ocidental, Tunísia e Somália. Neste países, o árabe costuma ser muito utilizado e um dos idiomas oficiais de todos eles (a única exceção é a Etiópia).

bushman-509239_1920

O continente africano é extremamente rico culturalmente falando.

Aprender mais sobre línguas e dialetos é muito legal e muito útil na nossa vida. Ainda mais quando falamos de um continente que sofreu um processo de colonização semelhante ao que aconteceu aqui no Brasil. Aprender idiomas nos transforma em ser humanos melhores. Portanto, a Listen & Learn Brasil está aqui para fazer com que você se torne uma pessoa com mais cultura! De que forma? Te ensinando uma nova língua! Faça um teste de nível online e GRATUITO!