Entendendo os sotaques brasileiros

Entendendo ossotaques....Uma das coisas mais interessantes ao aprender uma nova língua é entender a diferença dos sotaques de cada idioma. O português, assim como o inglês, tem uma variedade enorme se formos pensar em termos nacionais e regionais. Por mais que a língua seja a mesma, e a comunicação seja facilitada entre nacionais da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, ainda assim, existem palavras, termos e sotaques que são muito diferentes. E o mais curioso é que mesmo dentro de um país existe uma diversidade enorme de sotaques.

Muito disso se deve a uma coisa chamada variação linguística. Mas o que é a variação linguística? Basicamente, é o movimento que todas as línguas sofrem baseadas em modificações históricas e regionais. Isto é, sabemos que todos os idiomas estão em constante mudança e movimento. Todos os dias, as línguas são transformadas de acordo com as necessidades de seus falantes. E o sotaque nada mais é, do que uma dessas variações regionais. O que podemos entender disso? Os sotaques são resultados de fatores históricos que aconteceram em cada território e que foram se modificando ao longo do tempo.

O Brasil é um grande exemplo disso. Por conta da colonização de Portugal no nosso território, claro que todos nós, brasileiros, falamos português. Mas o nosso país também foi ocupado, em diferentes momentos históricos, por uma infinidade de outros povos. Lembrando que a imigração também é um fator chave ao pensarmos nas diferenças de sotaque e na forma de falar de cada região.

BAH!A questão dos sotaques deve ser analisada de uma forma muito mais profunda do que simplesmente o país que nos colonizou. O primeiro contato do português do colonizador foi com línguas indígenas e africanas. Para aumentar ainda mais esta mistura, vieram os imigrantes europeus e asiáticos, modificando ainda mais as formas de falar.

A região norte foi o local que menos recebeu imigração. Portanto, a forma de falar é a mais parecida com o dos índios nativos, a mais preservada de influências estrangeiras. Já o nordeste recebeu uma intensa imigração holandesa, principalmente em Pernambuco, com as expedições de Maurício de Nassau.

O sudeste, principalmente o Rio de Janeiro, que foi a sede da coroa portuguesa no começo do século XIX, tem mais influência portuguesa. Daí podemos explicar o som do “s” chiado do carioca, da mesma forma que os portugueses pronunciam esta letra. Temos também São Paulo e sua grande comunidade italiana, além de ter recebido imigração de outros povos, como os asiáticos. Já o sul é a região com mais influências distintas. A área recebeu intensa imigração italiana e alemã. Além disso, o Rio Grande do Sul faz fronteira com países como Argentina e Uruguai, e por isso, recebeu também a influencia do Espanhol daquelas regiões.

Vale ressaltar que não existe sotaque mais correto do que o outro. Todo o povo brasileiro recebeu influência externa na sua forma de falar e é isso que faz a nossa cultura ser tão rica e diversa.

É interessante entender também as diferenças de sotaques de outros idiomas! Mas para isso, é preciso dominar outras línguas! Faça um teste de idiomas on-line na Listen & Learn Brasil e venha estudar conosco!