4 Maneiras Infalíveis de Reforçar as Aulas de Línguas Estrangeiras

Quando fazemos um curso de idiomas normalmente escolhemos dias da semana para fazê-lo, portanto temos alguns dias de intervalo entre uma lição e outra. É normal também que só tenhamos contato com a língua em sala de aula, devido a falta de tempo e de pessoas para conversar. Aqui vão então 4 dicas para que você mantenha a cabeça funcionando nesses intervalos, ajudando em uma maior fixação e melhoria no aprendizado à longo prazo.

1-      Manter contato com a língua

musica-e-exercicio_350-440x270

Esse é o aspecto mais importante. É preciso sempre buscar ter algum contato com a língua estrangeira todos os dias. Por menor e mais rápido que seja  já ajuda a manter o cérebro em funcionamento, não esquecendo assim o que aprendeu. Dependendo do tempo que possui e de suas preferências pode escolher um modo de fazer isso que te agrade mais. Algumas dicas são:

  • Ouvir músicas no outro idioma e tentar entendê-las, escolha seu ritmo preferido, escute algumas vezes e depois procure a letra para entender melhor e olhar as palavras que não conhece;
  •  Manter nos favoritos algum site de notícias, para que dê uma olhada todos os dias, nem que seja nas manchetes;
  • Ver filmes estrangeiros no tempo de folga, de preferência com legenda na língua original para treinar também a leitura, e se conseguir, sem legendas para treinar a compreensão auditiva;
  • Ler um livro na outra língua, algumas páginas por dia são suficientes, podendo ser até mesmo livros infantis.

2-      Pensar como um nativo

 

images (1)

Um fator que difere um nativo da língua de alguém que a aprende como segunda língua é o pensamento. Nativos pensam na língua em que cresceram, algo que acontece também quando se vive muitos anos no exterior. Um ótimo modo de treinar e relembrar as coisas que aprendeu, como vocabulários ou conjugações verbais, é pensar nessa outra língua. Procure repassar o que está fazendo no momento no idioma que está aprendendo, ou então o que pretende fazer naquele dia, por exemplo “Agora estou almoçando arroz e carne”,“Amanhã vou ao cinema com meus amigos”  ou até mesmo somente o nome dos objetos, dependendo do seu nível de conhecimento. Esse treinamento ajuda também na fala, pois o raciocínio se torna mais rápido, com o tempo percebe-se que se torna mais fácil formar frases. Importante também lembrar de dar uma revisada naquilo que sentir dificuldade.

3-      Anotar recados

É comum anotarmos recados para nós mesmos na agenda, na lista de compras ou até mesmo pequenos lembretes  para o dia. Uma boa estratégia é buscar escrevê-los em outro idioma. Por serem recados para nós mesmos, não faz mal se as outras pessoas não o entenderem. É um ótimo modo de se manter em contato com a leitura da língua e recordar como se escrevem as palavras. É importante também para perceber aonde estão seus pontos fracos, quais as palavras mais difíceis de se escrever, ou quais os tempos verbais com a formação mais complexa.

4-      Uma palavra nova por dia

file711280241883

O vocabulário é sempre um dos maiores desafios de qualquer língua nova que aprendemos. O único modo de superar essa dificuldade, além da leitura, é buscando aprender e fixar palavras novas. O método de uma palavra nova por dia é utilizado até mesmo para aprender português. Funciona assim: se tira um dia da semana para olhar no dicionário palavras diferentes e anotar cada uma em uma papel diferente, com seu significado, então cada dia se pega uma palavra e sua missão passa a ser ou aplicá-la no seu dia-dia, ou ao menos lembrar-se dela durante aquele dia. Tenho certeza que vai lembrar-se da palavra com facilidade caso a veja novamente por aí. Também vai ajudar muito caso precise escrever uma redação, pois um vocabulário rico sempre é um diferencial.

Quer fazer um TESTE DE NÍVEL on-line e grátis com resultado em cerca de 15 minutos? Ou faça uma CONSULTA, caso tenha dúvidas sobre nossos cursos.