Os Mais Belos Jardins ao Estilo Japonês, Dentro e Fora do Japão

O hábito de cultivar jardins provém desde o antigo Egito, com os famosos jardins suspensos da Babilônia. Muito cultuado pelas grandes civilizações ao longo da história, tanto no mundo ocidental como no extremo oriente, os jardins tem sido a mais linda obra humana em harmonia com a natureza.

A arte japonesa de construir jardins é muito antiga. O surgimento ocorreu nos primeiros santuários xintoístas e, desde então, que se procura reproduzir o estado da natureza em um espaço delimitado, formando uma paisagem simbólica. O início do design de um jardim é a criação de uma paisagem desenhada onde o equilíbrio e a proporção são fundamentais.

Alguns elementos são indispensáveis em um jardim “a lá japonesa”, dentre eles encontramos o Toro, que significa lanterna de pedra, e tem por função a iluminação da mente que conduz à concentração. Encontramos também lagos com carpas (koi), pois a água simboliza a vida e as carpas a fertilidade. Sempre há uma ponte em um jardim japonês, pois representa a evolução para o engrandecimento e o autoconhecimento. Árvores e arbustos são indispensáveis nessa paisagem, representam o silêncio e a eternidade.

Agora que já conhecemos um pouco mais sobre a simbologia que possuem, vamos listar aqui algumas dessas belas paisagens espalhadas pela o mundo, pois afinal não é apenas o oriente que valoriza a arte dos jardins japoneses:

 1 Tea Garden – San Francisco

O mais antigo jardim japonês dos Estados Unidos, datado de 1894. No início seria apenas parte da exposição internacional de inverno da Califórnia, porém após a sua conclusão, Makoto Hagiwara, um jardineiro japonês imigrante e profissional, sugeriu manter o nome Tea Garden, no português: Jardim do Chá.

a

2 Jardin Japonés – Buenos Aires

Construído no Parque “Tres de Febrero”, situado no bairro de Palermo, motivado pela visita à Argentina do então príncipe-herdeiro do Japão, o atual imperador Akihito. Com clima pacífico e encantadora paisagem, tornou-se parada obrigatória de quem visita a capital portenha.

b

3 Japanse Tuin – Bélgica

Situado na cidade de Hasselt, é o maior jardim japonês da Europa com uma área de 2,5 hectares. É composto por uma área de caminhada, que inclui um lago com peixes dourados, um jardim central com uma casa para as cerimônias do chá.

c

4 Jardim Japonês Ju Raku Em – Austrália

O maior jardim japonês da Austrália não é em Sydney ou Melbourne, mas sim na cidade de Toowoomba, no campus da Universidade de Southern Queensland. Conhecido por ser o jardim de melhor design da tradição japonesa fora do país oriental, foi inaugurado no ano de 1989.

c

5 Jardim Kenrokuen - Kanazawa

O jardim dos seis atributos está localizado na cidade de Kanazawa no Japão. O jardim recebeu seu nome por Matsudaira Sadanobu. Seu nome derivou das “Crônicas dos Famosos Jardins Luoyang”, um livro do poeta chinês Li Gefei, que fala sobre os seis atributos de uma paisagem perfeita: espaço, reclusão, artifício, antiguidade, hidrovias e panoramas.

d